Após aborto e curetagem, quando poderei transar e tentar engravidar?

Doutora, boa noite! Meu nome é Vívian e tenho 24 anos. Eu estava grávida de 5 semanas. No dia 02 de setembro, comecei a ter um pequeno sangramento, no dia seguinte (03/09) continuei com esse mesmo sangramento. Fui a uma ginecologista, ela disse que era normal, pois o útero estava dilatando. No terceiro dia, percebi que o fluxo de sangue havia aumentado, acompanhado de cólicas. Fiquei em repouso absoluto. À noite, percebi que o fluxo não parava e retornei ao ginecologista (que já era outra pessoa, no caso um Dr.); o mesmo informou que eu estava com uma suspeita de aborto.

Fiz uma ultrassonografia transvaginal e o saco gestacional ainda estava lá. Fui para casa e continuei no repouso. No dia seguinte, o fluxo e as cólicas continuaram em dobro, o sangramento já estava vindo com coágulos e as cólicas cada vez mas insuportáveis. Eu fazia xixi com frequência, e, em um momento, eu estava com tanta dor que fiquei de cócoras. Foi nesse momento que meu bebê desceu. Fiquei apavorada, comecei a chorar e ainda estou bastante abalada. Após o aborto, retornei ao hospital, onde fiz outra trans, na qual constatou que havia restos ovulares. Foi necessário fazer uma curetagem.

Fisicamente estou passando bem, não sinto mais dores e quase não sangro mais. A Doutora me deu alta hoje, mas ela estava com tanta pressa que quase não me consultou direito. Ela só me disse para tomar anticoncepcional e ácido fólico, já que eu ainda tenho planos de ser mãe. Gostaria que a senhora me desse umas dicas do que devo fazer daqui pra frente. Com quantos dias vou poder fazer sexo? Quando vou poder engravidar novamente? Quais são as chances da próxima gestação ser um sucesso?
Agradeceria muito se a senhora me desse uma instrução…

Vivian, você teve um abortamento no primeiro trimestre compatível – talvez – com uma gestação anembrionária (saco gestacional sem embrião), muito comum e 60% dos casos por alteração genética nesta gestação. Com restos ovulares, ou em abortamento incompleto, é necessária a curetagem uterina, que funcionará como uma menstruação. Você deve evitar engravidar no prazo de seis meses, mas tome ácido fólico que ajudará na próxima embriogênese (formação do embrião). Na próxima gravidez, tudo será diferente. Assim que parar o sangramento pode ter relação com preservativo.

Fonte: IG

Veja também!