As dúvidas mais comuns durante a gravidez. O que pode e o que não pode fazer?

A seguir há uma lista das dúvidas mais comuns que surgem sobre a gravidez, respondidas pelo Dr Aléssio Calil Mathias ao site MinhaVida, confira abaixo:

Grávida pode tomar remédio?
Na teoria, ela não deve tomar remédio nenhum, a não ser com indicação médica.Isso porque é preciso pesar o risco-benefício: se a mulher tiver uma infecção grave, que pode provocar um parto prematuro precisará tomar antibiótico.  Cada caso precisa ser avaliado pelo médico que acompanha a gravidez.

Por que a grávida sente muito sono?
Na gravidez há a produção de vários hormônios que interferem no metabolismo e favorecem o desenvolvimento do bebê. Uma das responsáveis pela incontrolável vontade de dormir é a glândula tireóide que modifica sua produção hormonal. É importante que a grávida respeite seus momentos de sono e preguiça. O crescimento do bebê dependerá de muita energia e boas horas de repouso ajudarão na renovação do corpo da mãe.

- Por que acontecem os enjôos?
Existem várias teorias que tentam explicar por que as mulheres enjoam durante a gravidez. Há o fator hormonal, o fator digestivo e até o psicológico, mas um veredicto certo a ciência ainda não deu. Do total de mulheres que enjoam na gravidez, 85% sentem os sintomas nos primeiros três meses, 5% vão sentir no segundo trimestre e 10% no final da gestação. E há aquelas que passam mal durante os nove meses. Para aliviar o incômodo indica-se o consumo de água gelada, chá de gengibre e a ingestão de bolachas salgadas.

- Grávida pode tomar bebida alcoólica? Estudos mostram que o consumo de bebidas alcoólicas é contra-indicado na gestação. Já está estabelecido também que o álcool altera o desenvolvimento do bebê na barriga e até mesmo após o nascimento. Por isso, a bebida deve ser evitada, principalmente no primeiro trimestre da gestação.

- Quais as massagens mais indicadas para grávidas?
A massagem é indicada para diminuir incômodos como a retenção de líquidos e a insônia. Mas é preciso cuidado ao escolher a técnica. As mais indicadas são aquelas que promovem relaxamento, como a biodinâmica, a shantala e a massagem integrativa. Outra modalidade recomendada é a drenagem linfática, que ajuda a diminuir os inchaços. Ela deve ser feita por profissionais especializados em gestantes. Nesse período há cuidados específicos a serem tomados, como só massagear as costas com a mulher de lado ou não fazer movimentos intensos na barriga, já que a parede abdominal está distendida ao máximo.

- A mulher pode tomar vacinas durante a gravidez?
A gestação não é o momento mais recomendado para se tomar vacinas, já que muitas delas contêm vírus ou bactérias vivas em pequenas quantidades que poderiam causar efeitos colaterais e até mesmo danos à formação do bebê. A mais recomendada é a antitetânica para a prevenção do tétano no recém-nascido. Essa vacina é composta apenas pela toxina e não pela bactéria, sendo inofensiva ao feto. Existem outras que podem ser usadas sob a orientação médica.

- A grávida pode pintar os cabelos?
A tintura está permitida desde que a grávida respeite uma regra básica: não usar, de maneira alguma, produtos que contenham amônia. Em contato com o couro cabeludo essa substância é absorvida pelo organismo e pode ser tóxica ao feto. O uso de tonalizantes, henna e métodos como as luzes – em que a tintura não encosta no couro – estão liberados após o primeiro trimestre.

- É preciso tomar vitaminas durante a gestação?
A Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza o uso do ácido fólico antes e durante toda a gestação. Essa vitamina é necessária para prevenir más formações neurológicas no bebê. Após o primeiro trimestre, indica-se a ingestão de suplemento de ferro e cálcio para evitar anemia. As demais vitaminas, como a do tipo C e minerais como o magnésio, também podem ser prescritas quando a dieta alimentar não suprir as necessidades diárias da mãe.

- Grávida com baixo peso pode prejudicar o desenvolvimento do feto?
Não há relação entre o baixo peso da mãe e o desenvolvimento do bebê. O que não pode acontecer é a mãe emagrecer durante a gestação porque está de regime. Nessa fase, o organismo concentra suas forças no feto e a mãe pode ficar debilitada se não comer bem.

- Quando o bebê começa a se mexer?
Desde os primeiros meses de vida intra-uterina o feto se movimenta. Esse é um sinal de vitalidade. Mas a mãe só vai perceber esses movimentos por volta do quinto mês de gestação. No início, estes movimentos se parecem com uma vibração e depois começam os chutinhos.

- A grávida pode manter relações sexuais? Salvo contra-indicação médica, como nos casos de sangramento, a relação sexual pode e deve ser estimulada entre o casal. E não precisa ter qualquer preocupação com o bebê, ele está muito bem protegido. Como a barriga pode atrapalhar, será necessário testar novas posições.

- Em que casos a grávida deve fazer repouso absoluto?
Algumas situações especiais exigem que a gestante permaneça em casa: sangramento vaginal, ruptura alta da bolsa – quando há um pequeno orifício na bolsa provocando um vazamento discreto de líquido e, muitas vezes, no final da gestação. Nas últimas semanas é preciso que a mulher fique mais quietinha porque o excesso de atividades pode levar às contrações.

- É possível fazer ginástica durante a gravidez?
As atividades físicas devem ser realizadas durante toda a gestação, principalmente se a grávida já tinha o hábito de se exercitar. Durante a gestação, as cartilagens ficam cheias de água, gerando inchaços e desequilíbrios que podem provocar quedas. Nesse caso, a ginástica na água é ideal, pois evita que ela caia, se machuque e prejudique o bebê. A hidroginástica melhora o desempenho no parto e alivia os desconfortos causados pelo aumento do peso, como as dores lombares. Os abdominais, no entanto, são desaconselhados. Eles não terão qualquer efeito nos nove meses. A barriga vai crescer de qualquer jeito. O ideal é fazer antes de engravidar, deixando o músculo bem fortalecido.

- Como saber se a hora do parto chegou? Existem três sinais principais que anunciam a hora do bebê nascer. Primeiro são as contrações uterinas. É uma dor que começa nas costas, passa para a frente e depois a mulher sente repuxar para baixo. Além disso, a barriga endurece a cada 10 minutos mais ou menos, no período de 1 hora. O segundo é o rompimento da bolsa. Ou, então, sangramento no nono mês. Isso é sinal de que o útero está se abrindo ou que a placenta está descolando. As três situações devem ser informadas ao obstetra que acompanham a gestante imediatamente.

- É normal sentir contrações meses antes do parto?
As contrações podem acontecer durante a gravidez inteira, mas são diferentes daquelas que antecedem o parto. Trata-se apenas de uma manifestação do útero mostrando que o órgão está preparado para o nascimento. Nesse caso, não há dilatação e ela não é rítmica.

- Como saber se a bolsa realmente rompeu?
A grande quantidade de líquido morno que escorre pelas pernas e molha a roupa é o sinal mais claro de que a bolsa que envolve o bebê se rompeu. Esse líquido pode ser esbranquiçado ou incolor. Quando a bolsa se rompe, a gestante deve ligar para seu médico e se dirigir ao hospital em, no máximo, seis horas.

Dr. Aléssio Calil Mathias é ginecologista e obstetra, diretor da Clínica Genesis.
Para saber mais, acesse: www.clinicagenesis.com.br

Fonte: MinhaVida

“As informações acima são apenas informativas. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.  Obs.: Não tome remédios, sem acompanhamento médico.”

Matérias relacionadas