Cistos no ovário? Saiba mais

A dificuldade de engravidar é um problema recorrente em muitas mulheres. Na maioria das vezes, a causa da infertilidade está associada à Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), uma doença cuja origem ainda é uma incógnita. Cerca de 10% das mulheres em idade fértil sofrem desse mal, que, segundo estudos recentes, podem aumentar os riscos de sofrerem um aborto espontâneo nos três primeiros meses de gravidez.

Além da dificuldade de engravidar, se você perceber alterações na menstruação, aumento de peso e de pêlos, aparecimento de acnes e queda de cabelo, fique atenta porque esses são os principais sintomas da síndrome. Há algumas hipóteses de que essa doença pode ser causada por um aumento dos hormônios masculinos.

De acordo com o ginecologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) Fábio Lopes Teixeira Filho, a presença em excesso desses hormônios no corpo da mulher prejudica a formação dos óvulos. “Se a mulher ovula irregularmente, por conseqüência, a dificuldade de engravidar aumenta”, afirma. Ele ressalta ainda que esses óvulos, quando formados, geralmente são de baixa qualidade por conta dos hormônios masculinos. Isso também dificulta sua implantação no útero, impedindo a gestação.

Outro fator que pode auxiliar no aparecimento da doença é um defeito na ação da insulina. Segundo o médico, entre 30 e 50% das mulheres portadoras de SOP têm resistência a essa substância secretada na área do pâncreas. Além disso, elas têm maior tendência de desenvolver diabetes tipo 2, pressão alta, câncer de útero e de mama, além de correrem os ricos de aborto. Já quem utiliza remédio para controlar a resistência à insulina possui uma probabilidade muito pequena de abortar.

O tratamento para a síndrome é simples, mas exige um pouco de cuidado por parte da portadora da doença. Para quem quer engravidar, o ginecologista recomenda “fazer uma dieta para emagrecer acompanhada de exercícios físicos, tomar remédios para reduzir os hormônios masculinos e diminuir a resistência à insulina, além de ingerir indutores de ovulação, a fim de que os óvulos amadureçam mais rapidamente”. Já para aquelas mulheres que não querem ter filho, um tratamento à base de anticoncepcional pode resolver o problema dos cistos no ovário.

 

/minhavida

Matérias relacionadas