Confira 11 conselhos de especialista para você montar um negócio

Abrir uma empresa de sucesso é uma arte. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 29% das empresas fecham antes de completar um ano. Para não cair nas ciladas mais comuns, o consultor de negócios Sergio Diniz, do Sebrae de São Paulo, dá as dicas:

1. Não é porque você cozinha ou costura muito bem que abrir um negócio nessa área será garantia de sucesso. É necessário saber administrar. Invista em cursos. O Sebrae oferece cursos gratuitos presenciais e pela internet.

2. Comece o negócio com seu próprio dinheiro. Pedir empréstimo vai fazer com que a sua empresa já comece endividada.

3. Junte suas economias para bancar gastos pessoais e da firma por, no mínimo, seis meses. O lucro demora a acontecer e você precisará de dinheiro para manter a firma aberta.

4. Não comece um negócio sem planejamento. Isso significa estudar o mercado, os concorrentes, o local onde ficará seu estabelecimento, os potenciais clientes, etc.

5. É importante visitar os concorrentes e ver o que eles fazem de melhor e quais as suas deficiências no serviço prestado. Você pode acabar descobrindo uma brecha para sua empresa se destacar.

6. Tenha objetivos definidos ao abrir um negócio, como chegar a um
faturamento X em um determinado tempo.

7. Entender o cliente é essencial para ser bem-sucedido. Você precisa saber quem é o seu cliente, quais as necessidades dele, seu poder aquisitivo e o que ele espera de seus serviços.

8. Empresa sem cliente não existe. O que ganha o freguês muitas vezes é o diferencial que sua empresa oferece. Trace planos para conquistar a fidelidade do cliente.

9. Saber escolher uma boa equipe de trabalho é fundamental para o sucesso. Analise as qualificações profissionais e o empenho dos candidatos.

10. Respeite os prazos tratados com fornecedores e clientes. Se estiver com dificuldades, negocie sua dívida, mas jamais ignore os credores. Caso contrário sua empresa ficará com má fama.

11. Cuidado na hora de pôr a família no negócio. Só dará certo se a divisão de tarefas for bem definida e houver profissionalismo dos membros.

 

fonte: mdemulher/Isabel Baeta e Ana Rita Martins
5 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *