Descubra tudo sobre Ejaculação feminina

A ejaculação feminina já foi citada por sexólogos e médicos de diferentes épocas. É a ocorrência na qual a mulher expele grande quantidade de líquido durante o orgasmo.

Para Talita Castelão, bióloga e mestre em sexualidade humana, “a ejaculação feminina é um fenômeno provocado pelas glândulas de Skene. Ela ocorre, geralmente, associada ao alto nível de excitação. O líquido tem composição bioquímica peculiar e difere da urina e lubrificação vaginal típica.”

Alguns ginecologistas defendem que a ejaculação também pode acontecer pela intensa estimulação do ponto G e em mulheres que têm orgasmos múltiplos.

Contudo, o termo “ejaculação feminina” é combatido por boa parte dos profissionais de saúde, isso porque o líquido expelido tem a mesma característica daquele liberado durante a lubrificação, só que sai em forma de jato devido às contrações vaginais.

Diego Viviani, psicoterapeuta sexual e pesquisador do Instituto Paulista de Sexualidade (Inpasex), relata que o fenômeno não é prejudicial à mulher e nem ao parceiro. Por isso, ela não deve sentir vergonha ou reprimir a manifestação, que é natural e, muitas vezes, mexe com o imaginário masculino. Obviamente que possibilidades de infecções e transmissões DSTs devem ser observadas, como em qualquer relação sexual.

Então não é mito?
Seja qual for o nome dado, a “ejaculação feminina” pode sim ocorrer. Contudo, em 17 anos de atendimento clínico, jamais recebi um relato ou qualquer menção a respeito do fato.

E o que chama ainda mais a minha atenção é que, segundo estimativas, 10% da população feminina tem ejaculação, enquanto 6% apresentam vaginismo – queixa essa muito frequente em consultórios.

Esses dados me levam a considerar três hipóteses: 1) essas mulheres estão bem adaptadas em relação à resposta fisiológica que em nada atrapalha suas vidas; 2) O fato ocorre de forma imperceptível por essas mulheres e seus parceiros; 3) O número de mulheres em nossa população é muitíssimo inferior ao que se estima.

Com ou sem ejaculação, o importante é curtir o prazer na relação a dois.

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *