O que é Doença Hemolítica – Incompatibilidade de RH

A doença hemolítica por incompatibilidade Rh é causada por uma incompatibilidade sangüínea da mãe e do pai, herdado pelo filho. O sistema Rh é constituído de 48 antígenos (proteínas presentes nas membranas das hemáceas), sendo o mais importante, o antígeno D. A presença, ou ausência, do antígeno D denota positividade, ou negatividade, para o fator Rh, respectivamente, ou seja, presença do antígeno D é igual a grupo sangüíneo Rh +, enquanto, ausência do antígeno D, igual a grupo sangüíneo Rh -.

Na incompatibilidade de Rh, se um pouco de sangue fetal entrar em contato  com sua corrente sangüínea seu corpo irá produzir anticorpos. Esses anticorpos podem voltar para a placenta e danificar o desenvolvimento dos glóbulos vermelhos do bebê, causando uma anemia no feto que pode ser de muito suave a muito grave. A doença do Rh é muito mais comum na segunda gestação (e nas subseqüentes) que foram Rh incompatíveis pois os sangues fetal e maternal normalmente não se misturam até o parto.

Sintomas e diagnóstico

Não existem sintomas físicos. Se você estiver grávida, o procedimento padrão que seu médico deve pedir é um exame de sangue que irá determinar se você é Rh positivo ou negativo. Se o exame de sangue indicar que você apresenta anticorpos Rh, seu sangue será monitorizado regularmente para verificar seu nível de anticorpos. Se os níveis forem altos, é realizada uma amniocentese para determinar o grau de anemia no feto.

Como tratar?

Durante os cuidados pré-natais, o médico normalmente irá fazer medições que previnem uma mãe Rh negativa de desenvolver anticorpos em resposta ao sangue Rh positivo do feto. A prevenção do desenvolvimento de anticorpos Rh durante os cuidados pré-natais é a melhor forma de proteção para seu feto.
Aplicação de Imonoglobulina (Vacina Anti-RH):

A vacina Anti-RH, deve ser injetada na mãe por via intramuscular (injeção) e ser tomada até 3 dias (72 horas) após o parto. Ela serve para evitar que a mulher sensibilizada, tenha problemas quando for engravidar novamente. Durante o parto da primeira gestação, algumas células do sangue da criança entram na corrente sangüínea da mãe. Sendo o bebê RH positivo e a mãe negativo, o sangue da mãe cria anticorpos. Na segunda gravidez, esses anticorpos podem atravessar a placenta e atacar o sangue do bebê.
Para maiores detalhes converse com o seu médico.

Dúvidas mais freqüentes

P: Se meu bebê nasceu Rh negativo, mas recebeu a vacina de imunoglobulina Rh, ele será prejudicado?

R: não Não existe risco de a vacina fazer mal nem para você nem para o bebê. É sempre melhor ser cuidadoso e administrar a vacina, mesmo se seu bebê for Rh negativo em vez de Rh positivo.

Q: Por que algumas pessoas nascem com sangue Rh positivo e outras com sangue Rh negativo?

A: Os grupos sangüíneos são determinados pela quantidade específica de moléculas de proteína que aparecem na superfície das células sangüíneas. O fator Rh é um desses grupos sangüíneos. Apenas uma pequena parcela da população é Rh negativa.

Q: Quais são minhas chances de desenvolver a doença do Rh em minha primeira gestação?

A: Há uma pequena possibilidade de sangue fetal entrar em sua corrente sangüínea através de sua placenta ou durante uma amniocentese na primeira gestação. Normalmente a doença do Rh ocorre somente na segunda gestação (ou nas subseqüentes).

Fontes: e-familyblog.com / portaldeginecologia.com.br

Matérias relacionadas