O uso contínuo da pílula anticoncepcional pode causar infertilidade?

Essa é uma dúvida que ronda a cabeça de muitas mulheres que usam a pílula por muito tempo, mas, segundo o especialista em Reprodução Humana José Geraldo Caldeira, do Hospital e Maternidade Santa Joana (SP), essa informação não passa de um mito. “Não importa o tempo que a mulher use a pílula, isso não interfere no processo de fertilidade do organismo. O que pode acontecer é o disfarce de um problema pré-estabelecido.

O que acontece é que na população em geral nós temos um determinado número de casais inférteis, digamos 10 – 20%. Muitas mulheres inférteis estão tomando a pílula por não saberem deste fato e ao interromper o método para engravidar logicamente não irão engravidar. A pílula não tem nada a ver com isso.

Além de evitar a gravidez com uma grande eficácia, a pílula anticoncepcional pode trazer também os seguintes benefícios para a saúde da usuária:

  • Diminuição do fluxo menstrual: diminui os dias de incômodo e diminui a incidência de anemia
  • Controle do ciclo: o ciclo costuma ficar mais regular. A usuária pode também adiantar ou atrasar uma menstruação por motivos diversos ( viagens, casamento, competição esportiva, etc.)
  • Cólicas menstruais: em grande parte das usuárias, esse incômodo, tão comum entre as adolescentes, melhora acentuadamente.
  • Infecções: a pílula protege contra alguns tipos de infecções das trompas. Somente nos EUA ocorrem menos 13  mil internações ao ano devido a essa proteção.
  • Câncer do endométrio: a usuária de pílula tem a metade do risco de ter este tipo de câncer
  • Câncer do ovário: também diminui em cerca de 40% a incidência deste tipo de câncer
  • Cistos ovarianos funcionantes: a incidência é diminuída em cerca de 90%

A pílula engorda?

Depende de cada organismo e da pílula. Existem várias marcas de pílulas. As de baixa dosagem e mais modernas apresentam menor tendência de ganho de peso do que as mais antigas. Com essas pílulas, o ganho de peso (se houver) não passa de 1-2 kg. Já as garotas mais “gordinhas” de fato são mais susceptíveis a um aumento maior de peso.

Precisa-se “descansar ” todo ano de tomar a pílula?
Não. Não existe nenhuma prova científica que esse descanso seja necessário. A usuária de pílula pode tomá-la sem tempo pré-determinado, desde que faça acompanhamento médico anual para controle.

Fonte: com informações de plasticaebeleza.terra e www.medicina.ufmg.br

Matérias relacionadas